Cinco dicas para aprender ingles com beatles

postado em: Aprendendo com música | 14

Aprender ingles com Beatles! Vamos falar sobre como aprender inglês com canções, mas falaremos de uma maneira especial: usando uma das músicas mais famosas dos Beatles. Curioso para aprender inglês com beatles ? Continue lendo!

As canções dos Beatles, além de terem revolucionado o cenário mundial da música em sua época, são uma ferramenta excelente na hora de estudar inglês. E, de acordo com diversos professores da área, a banda é uma ótima fonte de conhecimento para alunos em diferentes níveis de aprendizado. É possível trabalhar com alunos que estejam em um nível básico, intermediário, ou até mesmo em grupos de conversação. As canções da banda exploram estruturas gramaticais recorrentes, e colaboram com a ampliação do vocabulário.

Tendo isso em mente, nós preparamos cinco dicas para você melhorar seu inglês com a música Yesterday. Você vai adorar aprender inglês com beatles.

Por que aprender inglês com Beatles – Yesterday?

Yesterday, originalmente gravada em 1965, é a música mais regravada da história, de acordo com o Guinness Book (em tradução livre: Livro dos Recordes). Tendo como tema principal um amor perdido, a música alcançou o primeiro lugar em diversas listas no ano que foi lançada. É indicada, principalmente, para explorar o uso dos advérbios de tempo, já que contém nela alguns exemplos e mostra bem como se dá o posicionamento frasal de tais advérbios.

Dito isso, vamos começar!

AVISO: Esse é um post razoavelmente longo. Se você quiser um resumo apenas dos pontos mais importantes, então clique aqui embaixo e baixe agora mesmo nosso resumo especial.


Aprender ingles com Beatles Dica #1: Expressões idiomáticas

Expressões idiomáticas são aquele tipo de conhecimento da língua que vêm apenas com a vivência e o conhecimento de exemplos. Abaixo, então, estão os exemplos abordados na música Yesterday, como também mais 3 exemplos muito presentes em várias músicas, e, portanto, no dia a dia.

  • I’m not half the man I used to be – Traduzindo de forma literal: “Eu não sou metade do homem que eu era”. Essa é uma frase que quer dizer sentir-se tão abatido a ponto de nem se considerar metade do que se era anteriormente.
  • Now I long for yesterday – Significa “Agora eu sinto saudades de ontem”. No caso, simplesmente long for é a expressão que devemos observar aqui, pois significa justamente “ter saudades de” ou “sentir falta de”.
  • Now I need a place to hide away – Em português: “Agora eu preciso de um lugar para me esconder”, demonstra o quanto a dor assomou-se e fez com que o eu-lírico sentisse a necessidade de, para não se machucar ainda mais, precisasse ficar recluso por um tempo.
  • There’s a shadow hanging over me – Traduzindo, “Há uma sombra pendurada em cima de mim”, faz alusão à ideia um pouco esotérica de que, quando nos encontramos severamente abatidos, há uma certa presença pesada pairando sobre nós, um certo “encosto”.

Pablo Stanley criou um quadrinho que ilustra esse trecho da música, conforme você pode ver no link:

http://www.stanleycolors.com/2012/09/yesterday/

 

 

  • On top of the world – “No topo do mundo”, uma expressão muito comumente utilizada para quando se está extremamente feliz, que tudo está indo bem. Um exemplo de música que utiliza essa música é The Carpenters – Top of the World, a qual você pode conferir no vídeo abaixo.

  • Cry one’s eyes/heart out – Literalmente, nesse caso, essa expressão seria algo como “Chorar os olhos/coração para fora”, o que mostra como é difícil tentar entender essas expressões ao pé da letra. No caso, ela quer dizer simplesmente chorar muito, chorar muito e/ou por muito tempo. Uma música que utiliza esse mesma expressão é do Oasis – Stop Crying your Heart Out, a qual você pode conferir no vídeo abaixo.

  • Time of your life – Em português, “Tempo da sua vida”, quer dizer uma época em que se divertiu muito, em que houve grandes, boas e fortes lembranças. Uma música que utiliza essa expressão idiomática é ABBA – Dancing Queen, a qual você pode conferir no vídeo abaixo.

Aprender ingles com Beatles Dica #2: Substantivos abstratos

Por ser uma música com uma carga emocional forte, muitos dos substantivos utilizados não são concretos, mas sim abstratos e, portanto, são uma ótima fonte de vocabulário desse tipo de palavra.

Além dos substantivos concretos, a segunda grande categoria de substantivos são os abstratos. Ao contrário dos concretos, não é possível sentir um substantivo abstrato com nossos sentidos, já que eles se referem a ideias, sentimentos, estados, qualidades, ações e outras abstrações de nossas mentes. Abaixo estão alguns exemplos, tanto contemplando os 4 primeiros encontrados na música Yesterday, como mais de 10 outros exemplos:

  • Troubles: problemas, desavenças, infortúnios;
  • Shadow – sombra, penumbra;
  • Love – amor;
  • Game – jogo;
  • Ability – habilidade;
  • Anger – raiva;
  • Courage – coragem;
  • Effort – esforço;
  • Fear – medo;
  • Goodness – bondade;
  • Movement – movimento;
  • Nature – natureza;
  • Sadness – tristeza;
  • Speed – velocidade;
  • Trip – viagem;
  • Joy – alegria;
  • Wisdom – sabedoria.

Que gosto teria “effort“? Que textura tria “trip“? “Wisdom” faz barulho? Tem algum cheiro? Por essas e outras que substantivos abstratos diferem de substantivos concretos.


Aprender ingles com Beatles Dica #3: Contrações

Recorrentes tanto na grafia como na fala, as contrações constituem formas de reduzir o que é escrito/falado no inglês, e seu conhecimento é primordial para qualquer um que se disponha a conhecer a língua.

Abaixo estão os exemplos encontrados na música Yesterday e mais 10 outros exemplos:

  • they’re – (They are);
  • I’m  – (I am);
  • there’s – (there is);
  • wouldn’t – (would not);
  • hadn’t – (had not);
  • I’ve – (I have);
  • you’ve – (you have);
  • we’ve – (we have);
  • they’ve – (they have);
  • haven’t – (have not);
  • hasn’t – (has not);
  • I’ll – (I will);
  • you’ll – (you will);
  • he’ll – (he will);
  • she’ll – (she will);
  • we’ll – (we will);
  • they’ll – (they will);
  • won’t – (will not).

Claro, em termos de contrações, ainda há muitas outras. A dica aqui é a mesma que para os substantivos abstratos e as expressões idiomáticas: quanto mais exposição à língua, mais rápido você aprende com o tempo e não fica se forçando a decorar listas e mais listas.

Aprender ingles com Beatles Dica #4: Verbo to be

O conhecidíssimo verbo to be, é claro, também não poderia faltar nessa música, e para nossa sorte aqui ele é explorado de várias formas diferentes, podendo dar-nos mais de um exemplo de sua utilização.

O verbo to be é um dos assuntos principais da língua inglesa, já que encerra em si dois dos verbos mais utilizados em qualquer comunicação verbal: “ser” e “estar”.

Para tentar explicá-lo da forma mais completa e, ao mesmo tempo, mais concisa possível, baixe agora nosso resumo especial das cinco dicas.



 

Aqui, por outro lado, seguem exemplos do verbo sendo conjugado dentro da música, servindo até mesmo para casar com os exemplos anteriores de contrações.

  • Now it looks as though they’re here to stay – “Eles estão”, e no caso “Eles” se referem aos troubles, os “problemas”;
  • I’m not half the man I used to be – “Eu não sou”, em “Eu não sou metade do homem que costumava ser”;
  • There’s a shadow hanging over me – “Existe”/”Há”, em “Há uma sombra pendurada em cima de mim”.

Aprender ingles com Beatles Dica #5: Advérbios de tempo

Os advérbios de tempo são, finalmente, o exemplo principal de que podemos utilizar a canção Yesterday para aprender inglês.

Os exemplos mais fortes de seu uso estão em todos os versos com yesterday (advérbio de tempo definido) e suddenly (advérbio de tempo indefinido).

Para entender os advérbios de tempo, segue abaixo uma explicação detalhada de como se define e como se aplica o advérbio em questão.

Qual a definição de advérbios de tempo?

Advérbios de tempo são aqueles que nos indicam quando algo aconteceu, acontece ou acontecerá.

Agora, onde eles vão na frase?

Se o tempo for definido (por exemplo: today, yesterday, tonight, tomorrow), o advérbio normalmente vai para o final da frase, podendo também, algumas vezes, ser posicionado no começo. Quando no início da frase, os advérbios não são o foco principal da mensagem:

  • I spoke to him last night. (Falei com ele ontem à noite.)
  • The goods will arrive on Monday. (As mercadorias irão chegar na segunda-feira.)
  • Tomorrow I will talk to him. (Amanhã eu falarei com ele.)

Os outros advérbios de tempo, porém, podem aparecer em posições variáveis:

Advérbio now

Now é normalmente colocado depois do verbo to be, podendo ser posto antes para enfatizar. Nos demais casos, fica como no Português:

  • They are now living in Japan. (Eles agora estão morando no Japão.)
  • Now, they are living in Japan. (Agora, eles estão morando no Japão.)
  • I wanna leave now! (Quero ir embora agora!)
  • Now I understand! (Agora eu entendo!)

Advérbio just

Just, usado em orações afirmativas, é colocado antes do verbo principal ou entre o verbo auxiliar e o principal no Present Perfect:

  • The bus has just arrived. (O ônibus acabou de chegar/O ônibus chegou há pouco.)
  • We have just moved into the new apartment. (Acabamos de nos mudar para o novo apartamento.)

Advérbio soon

Soon costuma ir ao final da frase. Porém, pode também ser colocado antes do verbo ou entre o principal e o auxiliar:

  • They are going to arrive soon. (Eles vão chegar logo.)
  • The children soon opened their presents. (As crianças prontamente abriram os seus presentes.)
  • The doctor will soon be here. (O médico logo estará aqui)

Advérbios afterwards e lately

Afterwards e lately também costumam ir ao final da oração, mas também podem ser colocados no início:

  • Henry has been very busy lately. (Henry tem estado muito ocupado ultimamente.)
  • Lately it has rained a lot. (Ultimamente, tem chovido bastante.)
  • I’ll speak to you afterwards. (Falo com você mais tarde.)
  • Afterwards he said he was sorry. (Mais tarde, ele se desculpou.)

Advérbio still

O advérbio still significa “ainda” ou “ainda não” (still not). Denota a ideia de que a ação é contínua, inacabada. Pode acontecer tanto em orações afirmativas como também em negativas e interrogativas. Quando aparece em frases afirmativas, o still é colocado após o verbo auxiliar ou entre o sujeito e o verbo (com os demais verbos):

  • Take your umbrella. It’s still raining. (Pegue seu guarda-chuva. Ainda está chovendo.)
  • He may still see the errors of his deeds. (Ele ainda verá os erros de seus atos.)
  • She is still asleep. (Ela ainda está dormindo.)

Em frases negativas:

  • I still haven’t done the dishes. And I still had not made up my mind about doing it or not. (Eu ainda não lavei a louça. E eu ainda não me decidi quanto a lavá-la ou não.)

Em interrogativas:

  • Is it still raining? (Ainda está chovendo?)

Advérbios already, yet e ever

Finalmente, temos os advérbios yet, already e ever, onde todas significam “já”. Mas quais as diferenças entre os três?

O advérbio yet significa “ainda” em orações negativas, e tem o sentido de “já” em orações interrogativas no Present Perfect. Sua colocação é, necessariamente, no final da oração e indica expectativa ou busca de informação:

  • Is Sally here? Not yet. (Sally já está aqui? Ainda não.)
  • The postman hasn’t come yet. (O carteiro ainda não veio.)
  • Is supper ready yet? (O jantar já está pronto?)

O advérbio already vai em frases afirmativas, em qualquer tempo verbal. É colocado após o verbo auxiliar (intercalado entre o particípio), após o to be, ou após o objeto:

  • She has already brought the check./She has brought the check already. (Ela já trouxe o cheque.)
  • The books are already in the library. (Os livros já estão na biblioteca.)
  • They have already found the books. (Eles já encontraram os livros.)

Already pode também ser usado em frases interrogativas, quando expressa surpresa por parte do interlocutor (primeiro exemplo abaixo) ou quando espera-se obter uma resposta afirmativa (segundo exemplo abaixo):

  • Have you read this book already? It has just been published! (Vocês já leram este livro? Ele acaba de ser publicado!)
  • Has he left already? Thanks God. (Ele já foi embora? Graças a Deus!)

O advérbio ever significa “já” no sentido de “algum dia”, “alguma vez”, sendo empregado em orações interrogativas, tanto diretas quanto indiretas (estará intercalado entre o auxiliar e o paticípio):

  • Have you ever traveled abroad? [Você (alguma vez) já viajou para o exterior?]
  • Philip asked me if I had ever seen a rugby game. [O Philip me perguntou se eu (alguma vez) já assisti a uma partida de rúgbi.]

E isso é tudo. Se você chegou até aqui espero que tenha aproveitado as dicas e aprendido um pouco mais sobre esses cinco tópicos da língua!

Recomendo muito fortemente que você clique aqui embaixo agora e baixe nosso resumo específico para cada um desses 5 tópicos para ter sempre em mãos uma síntese certeira!


Além disso, se você gostou de melhorar o seu inglês estudando uma música nesse artigo, imagina se pudesse aprender todo o inglês fazendo um curso completo baseado em músicas divertidas, e pedagogicamente relevantes? Se imaginou, ou pelo menos ficou curioso, clique aqui para ter acesso a mais informações do nosso curso Learn from Music.

Tenho um super convite especial para você: participe do treinamento 100% gratuito e online onde você vai conhecer uma metodologia segura para aprender inglês a partir de músicas. Clique na imagem a seguir e coloque seu melhor e-mail. Você vai assistir ao primeiro vídeo imediatamente.

14 Respostas

  1. Que super interessante esse post!

  2. Clara Valente

    Muito bom!!! Continue assim. Adorei.

  3. Alexis Rafael

    Adorei aprender Inglês com musica no seu Blog.
    Do jeito que você ensina ficou muito mais fácil de aprender.
    obrigado, Abraços.

    • Olá, Alexis,

      que bom que você gostou. Podemos utilizar seu feedback no nossos materiais de marketing? Poderia nos enviar uma foto sua?

      Homero Esmeraldo e equipe Backpacker

  4. MUITO BOM

  5. Junior Rodrigues

    Muito bom, são dicas para ler muitas vezes! obrigado!

  6. Excelente!!! Aprendi muito hoje! Agradeço sua ajuda.

  7. Olá,
    Achei o post muito interessante e bastante esclarecedor.
    As músicas são perfeitas para ver como a gramática é aplicada no uso do Inglês.
    Parabéns e continuem inovando!

  8. Gente, adorei! Ficou MUITO bom!

  9. Guilherme Furlan

    Adorei o post! Muito obrigado por compartilhar essas dicas, são muito dez!

  10. Isabella Pawlak

    outra música com On Top of the World é a do Imagine Dragons 😉

    • Gustavo Loureiro

      Opa, Isabela, tudo certo?
      Gostei de saber, mas confesso que não sei o nome de que música exatamente é essa haha
      De qualquer forma, muito obrigado pelo input! 🙂

  11. Achei meio longo, rs, mas mesmo assim gostei demais do post, muito boa a explicação!

  12. Dicas muito interessantes e organizadas de forma didática e lúdica, com músicas que nos ajudam a compreender a utilização dos termos de forma simples. Parabéns aos organizadores!!

Deixe uma resposta